22 de dezembro de 2011


"PASSOS MAL E BEM DADOS", de Alexandre Castanheira


O Professor Alexandre Castanheira, nosso amigo, Comendador da Ordem da Liberdade da República Portuguesa e um dos intelectuais e associativistas de referência do Concelho de Almada, esteve presente no lançamento do livro “ Crónicas d'agora sobre Cacilhas d'outrora”, da autoria de Luís Filipe Bayó Veiga. Associou-se  ao evento declamando o poema inédito de sua autoria: PASSOS MAL E BEM DADOS, que ofereceu ao autor para divulgação.


 
PASSOS MAL E BEM DADOS

Passos…
Oiço passos!
Alguém passa
que reconheço ao passar.
Sendo já passado,
afigura-se-me bem presente,
ao passar jovial e compenetrado
por este Largo
hoje tão diferente dos tempos
em que passava a caminho da Parry…

Passou,
como passavam tantos
que o estaleiro albergava,
e um dia deixou de acolher
-ele próprio já passado
mas com lugar cativo
na história da construção naval-.
Ei-lo de novo presente
sem a azáfama dos sabedores operários
mas com herdeiros de antigos marinheiros
que se recusam a ser esquecidos…
E resolveram aproar à história de Cacilhas,
qual maravilhosa ilha descoberta
como nos tempos do glorioso passado.

Naquela degradada doca esvaziada,
uma nobre e bela fragata
(para mim formosa caravela do passado).
Não há ondas, vagas alterosas,
o verde rio-mar é chão e dócil.
Até ali chega o forte cheiro do sal do Oceano
 perfumando de heroicidades passadas
este estranho e terrivelmente doloroso presente
de uma nau destinada à liberdade
ali amarrada, encurralada
entre quatro altas paredes
onde nunca desfraldarão as velas
com a prometedora cruz de Cristo,
nem mesmo quando o vento
oriundo das bandas da barra do Tejo
sopra afanosa e insistentemente os mastros nus;
aqueles de onde os jovens navegantes
(cansados, quando não aterrorizados
pelas inúmeras tremendas e súbitas tempestades)
perscrutavam formosas e cantantes sereias,
quantas vezes imaginadas em sonhos com o rosto
das belas aldeãs suas namoradas
que, no meio do aterrador oceano,
 temiam não voltar a abraçar…

Passado quinhentista:
Semeado de jovens corpos de rapazes
Arrancados à diária labuta agrícola
Das suas pequenas e pobres aldeias
E depois sepultados nas frias águas
em que tantas vezes soçobravam
As frágeis naus onde perdiam nome,
Que esse apenas era o que as narrativas
Guardaram para sempre,
Almirantes com nome, cargo e descobertas feitas.
Quanto à arraia miúda,
ah! Os pobres! Não faziam ideia de que iam preencher
de lúgubre silêncio as dramáticas páginas
da nossa epopeia trágico-marítima!

Neste vergonhoso tempo de desmemória,
Herdámos ao menos o modesto nome de Alex,
Herói de outra história trágico-política,
Gravado em placas hoje quase escondidas,
Ou desaparecidas, tal como as paredes,
da inesquecível Parry do ganha-pão
e dos homens vigorosos e combativos
que lutaram lado-a-lado com Alfredo Dinis
por uma vida melhor e mais feliz.

Eles – anónimos como os homens
que enchiam o porão e o convés
das naus das descobertas –
lutaram contra o silêncio imposto
pelos habituais e demoníacos destruidores
dos inalienáveis construtores de um futuro
de paz, de progresso, de bem estar e amor.
Esses que fizeram regressar
de vermelho vivo vestido
o farol sonegado em tempos
aos habitantes desta entrada de Almada,
cidade verde, cidade solidária
que não esquece nem deixa esquecer os filhos
dignos da memória e da sua terra querida.

Que mais lhe irá acontecer
não o sabemos, mas oiço os passos,
vejo (sim, é possível!) os homens de acção
a dar passos para transformar
o presente numa recusa total
aos que não amam Cacilhas e as suas gentes!

Cacilhas, 17 de Setembro de 2011

Alexandre Castanheira

16 de dezembro de 2011



Manuel Lourenço Soares faleceu, de forma inesperada, no passado dia 10 de Dezembro de 2011.
Homem de letras, figura com um forte vínculo à cidade de Almada, cuja Câmara Municipal lhe atribuiu em 1995 a Medalha de Prata de Mérito Cultural, foi autor de obras literárias, em especial, no âmbito do ensaio e da biografia e colaborador assíduo da imprensa regional e local, em particular do “Jornal de Almada”.
Personalidade de carácter multifacetado foi durante o seu percurso de vida praticante de várias modalidades desportivas. Destacou-se no râguebi, tendo sido campeão nacional da modalidade. Na juventude, foi militante antifascista participando no MUD Juvenil. Assumiu, igualmente, cargos dirigentes no movimento associativo.
Com “O Farol”, manteve uma relação de grande proximidade. A afinidade entre os seus interesses culturais e os objectivos da associação, bem como a amizade pessoal que o ligava a alguns membros da mesma, cimentaram essa ligação. A sua empatia, a par do interesse e empenho em actividades de carácter cultural, desportivo e associativo, espelhou-se, efectivamente, no seu interesse por Cacilhas e as suas gentes. Deste modo, publicou diversos artigos de interesse histórico local no boletim “ O Pharol”, órgão da nossa associação.
De momento, estava a colaborar connosco, integrado no projecto da “Memória de Cacilhas”, fazendo parte da equipa dedicada à apresentação de uma obra sobre a Margueira.
É com profundo pesar que registamos a sua partida! À sua esposa e restante familiares, endereçamos os nossos mais respeitosos pêsames.
 

11 de dezembro de 2011

CONVITE - Lançamento do livro "Chireto"

O lançamento do livro "Chireto", de Miguel Almeida, terá lugar no dia 16 de Dezembro, pelas 16 horas, na sala Pablo Neruda do Fórum Romeu Correia.


6 de dezembro de 2011

Exposição de Pintura de Maria Manuel Pires

A Exposição de Pintura em Óleo S/Tela, de Maria Manuela Pires terá lugar, no próximo dia 15 de Dezembro, às 18horas, no Fórum Romeu Correia / Bar, da Câmara Municipal de Almada, na Praça S. João Baptista em Almada.
A Exposição estará patente até dia 15 de Janeiro de 2012.

27 de novembro de 2011

Pelo cais do Ginjal … até à Incrível Almadense

XIX Encontro da Aldraba, realizado em 19 de Novembro de 2011, com o apoio de "O Farol".

A visita ao blogues da "Aldraba" e de um dos participantes, é muito interessante porque apresenta uma perspectiva própria da visita, e da intervenção da nossa associação .
 
links:

25 de novembro de 2011

Poesia Vadia (26 de Novembro)


Associação AssimSer (2 e 3 de Dezembro)

O próximo espectáculo da Associação AssimSer, Balé Brasil de Portugal, "Brasílica - O Romance na Nau Catarineta", terá lugar nos dias 2 e 3 de Dezembro, pelas 21h, na Casa da Juventude de Cacilhas (Rua Trindade Coelho, nº3).


24 de novembro de 2011

Lançamento de "Palavras Nossas" (3 Dezembro)


Lançamento de "Palavras Nossas", uma Colectânea de Novos Poetas coordenada pelo professor Miguel Almeida.

3 de Dezembro de 2011 (sábado) - 17:00h
Centro Comercial Colombo - Lisboa



Procissão da Nossa Senhora do Bom Sucesso

No dia um de Novembro de 2011, cumpriu-se mais uma vez a tradição em Cacilhas. A procissão da Nossa Senhora do Bom Sucesso percorreu as ruas e o cais de Cacilhas, para alegria dos fiéis e de toda a população em geral.
Embora o trajecto tivesse de ser alterado devido às obras de remodelação da Rua Cândido dos Reis, muitas das família ao longo do caminho colocaram a suas colchas à  janela em sinal de devoção e respeito por esta tradição centenária.





(Fotografias de João Remédios)
O poeta carioca Ricardo Ruiz deixa-nos palavras de amizade e saudade. Cá ficamos aguardando o seu regresso às margens do nosso Tejo.




O Pharol ilumina.
Coisa fina,
ali, na esquina do Tejo.

Opina ! Tá de olho.
Denuncia e Cria.

É Cacilhas, filha do Tejo e do Mar Tenebroso
dedilha o fado, o enfado, o calado, o amado !

Essa Pós Modernidade é muito chata !
Mas a alma lusitana é clássica !
Cacilhas dedilha, embala as filhas.
Cacilhas compartilha os filhos.

Ricardo Ruiz

Fotografia - Direito de Autor e o Direito à Imagem

5º Encontro / Palestra 
25 De Novembro de 2011 (18h30) (sexta – feira) 

Fotografia - Direito de Autor e o Direito à Imagem

Jerónimo Martins
Advogado
Ex. 1º Vice Presidente da Ordem dos Advogados 
e Ex Presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados

Auditório da Casa da Cerca Centro de Arte Contemporânea 
Rua da Cerca – Almada

Entradas livres condicionadas à lotação dos espaços
A inscrição Encontro / Debate é gratuita e poderá ser efectuada em: usalmada@gmail.com

17 de novembro de 2011

Visita ao património histórico e popular de Cacilhas eAlmada

A Aldraba vai agora realizar o seu XIX Encontro na cidade de Almada, no próximo sábado, dia 19 de Novembro, com um conjunto de actividades ligadas às riquíssimas memórias locais da cultura e do associativismo e às antigas lides marítimas.

Os participantes que pretendam partir de Lisboa poderão utilizar o “cacilheiro” que parte da estação fluvial do Cais do Sodré às 9.20h. Encontrar-nos-emos no átrio dessa estação a partir das 9.10h.

Programa do Encontro:
9.30h – Concentração dos participantes, no cais fluvial de Cacilhas
9.45h – Início de um percurso pedestre pelo Cais do Ginjal, acompanhados pelo dirigente municipal Dr. Alexandre Flores e pelos associativistas Henrique Mota e Luís Bayó Veiga, da Associação O Farol, seguindo-se uma visita ao Museu Naval, acompanhados pelo Dr. Luís Barros.
11.30h - Subida no elevador da Boca do Vento e visita à zona antiga de Almada (Casa da Cerca, Casa Pargana, etc.)
13.30h - Almoço no Restaurante Horácio, na Rua D. José de Mascarenhas
15h - Debate/conversa com Alexandre Flores, Luís Barros e Alberto Pereira Ramos, nas instalações da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (criada em 1848), sobre a história de Almada, tradições, associativismo, Romeu Correia e a sua memória.
17.30h, após o fim do debate – Regresso ao ponto de partida, com passeio por Almada, se o estado do tempo o permitir, ou utilizando o Metro do Sul do Tejo.

O almoço, com ementa à escolha de cada um, terá o preço global de 12 euros.

As inscrições deverão ser feitas, até à próxima 6ªfeira, dia 18/11, junto de:
Margarida Alves – 966474189, margarida.alves@gmail.com
Círia Brito – 969067494, ciriabrito@sapo.pt
ou Nuno Silveira - 962916005

10 de novembro de 2011

Proclamação da Republica em Almada


O Dr.Alexandre Flores e António Policarpo continuam a oferecer contributos excelentes à comunidade almadense  e ao país em geral, dando visibilidade à História Local e memória colectiva.
"Proclamação da República em Almada" é um livro muito importante pelo que revela sobre a implantação do novo regime republicano no dia  4 de Outubro de 1910 no nosso Concelho, e é também um contributo esclarecedor para a nossa identidade colectiva, através da informação apresentada.


(fotografias de Gena de Souza)

2 de novembro de 2011

CONVITE - Exposição de Pintura (5/11/2011)


A nossa associada Maria Manuel Pires vai efectuar, no próximo dia 5 de Novembro, uma Exposição de pintura com mais dois amigos pintores, no restaurante Perdiz em Almada, junto à Escola Emídio Navarro (descida em frente ao café Barril).
Estarão expostas cerca de 20 telas para vossa apreciação!

A abertura da Exposição terá lugar às 19h, seguindo-se pelas 20.30 um jantar composto de dois pratos , bacalhau assado e vitela assada à Perdiz por 12 Eur/ prato, excluindo bebidas brancas.

Ás 21.30h terá início uma Noite de Fados até cerca da meia-noite com a presença de cinco grandes fadistas!

Será certamente uma noite Cultural, onde a Arte a confraternização e a amizade estarão em sintonia, com a presença dos amigos familiares, Usalma e Associações Culturais de Almada Scala e a Farol.

Maria Manuel agradece a vossa presença, caso tenham disponibilidade, e aguarda confirmação para reserva de mesas.

Contacto - Restaurante Perdiz- 21 8072937



24 de outubro de 2011

Lançamento do livro “ Almada Gente Nossa – Volume III” de Artur Vaz

Na próxima sexta-feira, dia 28 Outubro de 2011 pelas 21 horas, na sala Pablo Neruda, o nosso sócio fundador Artur Vaz lança mais um livro “ Almada Gente Nossa – Volume III”, com Edição da Junta de Freguesia de Almada.
O Farol apresenta-lhe os parabéns por mais este livro.


15 de outubro de 2011

Para além dos associados de "O Farol" puderem pagar as quotas na tabacaria Borges, no largo dos Bombeiros em Cacilhas, pode-se também adquirir imagens do nosso Farol de Cacilhas, em formato de íman para colocar no frigorífico e outras superfícies metálicas, como o mostra a imagem.
Esperemos que as obras locais terminem rapidamente, e que este largo, autêntica sala de visitas de Cacilhas, retome a dignidade merecida.



13 de outubro de 2011

Homenagem a José Alaiz


No próximo sábado, dia 15 de Outubro, a Associação dos Amigos da Cidade de Almada, vai promover uma homenagem a José Alaiz, uma grande figura do associativismo almadense e um grande democrata, que lutou a vida inteira pela Liberdade.

Esta iniciativa conta com o apoio do Município, das Juntas de Freguesia de Almada e Cova da Piedade e também de uma parte significativa do Movimento Associativo do nosso Concelho.

A homenagem terá lugar no hall de entrada do cinema da Academia Almadense, ás 16 horas.


VEINLESS - Concerto de Música Rock


Sábado dia 15 em Almada Velha o grupo VEINLESS promove um Concerto de Música Rock a partir das 23 h.

Nesta banda actua o nosso sócio fundador de "O  Farol" António Boieiro,  a quem saudamos em mais esta apresentação artística.


12 de outubro de 2011

Visita à Almada Velha

No passado dia feriado 5 de Outubro , a Incrível Almadense comemorou a Implantação da República com uma "Visita à Almada Velha", guiada pelo Dr. Alexandre M. Flores.

Durante um passeio por alguns dos locais de referência de Almada histórica, viajamos também através do tempo, levados num ápice pelas palavras do Historiador. Percorremos acontecimentos, personagens e sítios carregados de história e emoções, envoltos em recordações que se mantém vivas por via do trabalho de pesquisa e recolha que nos oferece o Dr. Alexandre Flores, um almadense por opção própria, que nos honra a nós filhos de Almada, pela defesa intransigente do nosso património e matriz cultural.

Está de parabéns a Incrível Almadense por esta iniciativa.






(fotos de Gena  Souza e Modesto Viegas)

29 de setembro de 2011

A Voz do Farol – sentinela do Tejo


A Voz do Farol – sentinela do Tejo
Criação: Piajio Associação Cultural

"Em Cacilhas, há um farol que, nos anos 80, viajou para os Açores e por lá ficou uns tempos.
Em Cacilhas, há pessoas que todos os dias atravessam o Tejo para trabalhar em Lisboa e por lá ficam parte do dia.
Entretanto, o Farol regressou a Cacilhas.
As Pessoas regressam todos os dias à Margem Sul.
Em Almada,  há uma pequena orquestra de bairro de nome OqueStrada que canta a Grande Lisboa, há anos a viajar por estradas nacionais e internacionais, e que regressa sempre a esta margem sob o lema Partir para Regressar.
OqueStrada aguardava há muito o regresso do Farol assim através da Piajio Associação Cultural,  dá Voz ao Farolim de Cacilhas que põe no ar, de 7 a 14 de Outubro, uma rádio pirata, «AVoz do Farol - sentinela do Tejo», a transmitir exclusivamente para as salas de espera da estação fluvial, fazendo companhia a quem aguarda o barco.
Para a inauguração, no dia 7 de Outubro, «A Voz do Farol - sentinela do Tejo», atravessa o rio,  ao final do dia, para esperar no Cais do Sodré quem regressa de mais uma semana de trabalho, e escoltar as Pessoas a casa com um mini concerto, numa travessia musical"
Projecto, Co-Financiado pelo QREN e com Apoio da C.M.Almada, Direcção de Farois, Grupo Transtejo, Grupo Desportivo da Mouraria, Clube Náutico de Almada e Atena 1.

Organização: Piajio Associação Cultural

Horário: 7 a 14 de Outubro
Local: Estação Fluvial de Cacilhas/Farolim de Cacilhas
Inauguração: 7 de Outubro
Emissão de Radio – 05h
Cavalinho - Travessias no Ferry – Cailhas/Lisboa-18h e 19h – Lisboa/Cacilhas-18h33 e 19h33
Instalação Sonora no Farolim – 19h50
Entrada: Preço do bilhete da travessia de barco.


28 de setembro de 2011

"Cacilhas - Imagens d'antigamente"

“Cacilhas – Imagens d'antigamente” é o segundo livro publicado no espaço de uma semana por Luís Filipe Bayó Veiga, vice-presidente de “O Farol”, desta vez por iniciativa da SCALA e com edição da Junta de Freguesia de Cacilhas.
Através das imagens, o autor conta-nos as histórias de tempos de outrora, numa viagem que tem muitas vezes o Tejo por fundo, e nos mostra o quotidiano doutras épocas, em que Cacilhas foi uma referência na área do lazer, restauração e do divertimento, assim como pólo de desenvolvimento industrial.
Temos de referenciar o extraordinário tratamento das imagens, algumas das quais já conhecíamos, e que foram melhoradas pelo fotógrafo Modesto Viegas, também ele director de “O Farol”.
Temos de realçar a excelente fotografia que foi utilizada na capa, de autoria do fotógrafo inglês Leslie Howard, que aqui viveu durante algumas décadas do século passado, e que dedicou a esta terra e às suas gentes muitos dos seus registos fotográficos.
Estão de parabéns o autor e a SCALA por mais este excelente trabalho.



(fotografias de Gena Souza e Modesto Viegas)

27 de setembro de 2011

ANIBAL SEQUEIRA - 60 ANOS DE FOTOGRAFIA

ANÍBAL SEQUEIRA - 60 ANOS DE FOTOGRAFIA
EXPOSIÇÃO RETROSPECTIVA E LANÇAMENTO DE LIVRO HOMÓNIMO
NO SOLAR DOS ZAGALLOS
SOBREDA DA CAPARICA

Inauguração: 8 de Outubro de 2011 (Sábado), pelas 16 horas.

LÁ TE ESPERO.


ANIBAL SEQUEIRA - 60 ANOS DE FOTOGRAFIA

ANÍBAL SEQUEIRA - 60 ANOS DE FOTOGRAFIA
EXPOSIÇÃO RETROSPECTIVA E LANÇAMENTO DE LIVRO HOMÓNIMO
NO SOLAR DOS ZAGALLOS
SOBREDA DA CAPARICA

Inauguração: 8 de Outubro de 2011 (Sábado), pelas 16 horas.

LÁ TE ESPERO.


19 de setembro de 2011

"Cacilhas - Imagens d'antigamente"

Lançamento do livro "Cacilhas - Imagens d'antigamente" 
de Luís Bayó Veiga


Escola Secundária de Cacilhas-Tejo
Sábado, 24 de Setembro de 2011, 16h

"Crónicas d'agora sobre Cacilhas d'outrora"

No passado sábado, dia 17 de Setembro, realizou-se na Escola Secundária Cacilhas - Tejo o lançamento do livro “ Crónicas d`agora de Cacilhas d`outrora”, da autoria de Luís Filipe Bayó Veiga. Esta obra resulta duma parceria entre a Junta de Freguesia e o “O Farol – Associação de Cidadania de Cacilhas ”, e está integrada na comemoração de mais um aniversário desta junta.
Esta apresentação teve a presença de cerca de cem pessoas, o que numa tarde de sol, apelativa a outras actividades, demonstra o interesse que ao livro suscitou. Está de parabéns o autor!
A mesa foi composta pela professora Maria de Lurdes, em representação da Direcção da Escola Secundária Cacilhas - Tejo, por Reinaldo Marujo, em representação da Junta de Freguesia de Cacilhas, por Henrique Mota em representação da associação “ O Farol” e pelo autor da obra apresentada, Luís Filipe Bayó Veiga.
A sessão teve diversos pontos de interesse, dos quais tentaremos resumir alguns dos vectores que consideramos mais relevantes da participação dos oradores:
A professora Maria de Lurdes realçou a disponibilidade da Escola Secundária Cacilhas – Tejo na colaboração nesta e noutras iniciativas. Ficou bem patente a saudável relação que esta instituição tem com a comunidade onde se insere.
O representante da Junta de Freguesia de Cacilhas destacou a importância que esta entidade atribui à edição de obras de carácter local, como forma de preservação da entidade, património e cultura local.
Ao presidente de “ O Farol” coube a apresentação do livro. Falou sobre os temas apresentados e sobre a estrutura da obra, salientando a importância que tem tido o Boletim da Associação “O PHAROL”, onde o autor é Director Adjunto, agradecendo-lhe este excelente contributo para a cultura regional e local. Agradecimentos extensivos a Modesto Viegas pelo excelente trabalho gráfico da capa, a Maria José Godinho pela revisão de textos e à Direcção da Escola pelo apoio prestado.
Foi salientado o empenho institucional e pessoal do presidente da Junta de Freguesia Carlos Leal e do vogal da Cultura Reinaldo Marujo na edição desta obra.

Interveio seguidamente o autor que, depois de proferidos os respectivos agradecimentos, descreveu a motivação e o enquadramento que levaram ao seu empenho na construção das crónicas e na concepção final do livro.
Seguidamente transportou-nos numa viagem por Cacilhas através dos tempos, percorrendo os temas apresentados na obra, trazendo-nos em linguagem viva os factos mais relevantes da história local, prendendo o público com a vivacidade da linguagem e a diversidade da informação apresentada.
Referiu também os principais autores de obras literárias e artísticas sobre Cacilhas.
Terminou falando da importância do associativismo em Cacilhas, e das motivações e condicionantes que estiveram na sua origem.
A sessão foi encerrada de forma brilhante com a intervenção poética do Professor Alexandre Castanheira que resolveu homenagear o autor, declamando um poema de sua autoria sobre Cacilhas.
Deixamos aqui os agradecimentos a todos os puderam estar connosco neste evento, e também a todos que continuam empenhados na defesa da memória e do património



>

7 de setembro de 2011

"Crónicas d'agora sobre Cacilhas d'outrora"

Lançamento do livro "Crónicas d'agora sobre Cacilhas d'outrora" de Luís Bayó Veiga


Escola Secundária de Cacilhas-Tejo
Sábado, 17 de Setembro de 2011

8 de agosto de 2011

Farmácia Reis


A Farmácia Reis estreou em festa no dia 1 de Agosto, na Rua Comandante António Feio, bem perto do Largo dos Bombeiros, as suas remodeladas instalações, que permitem oferecer aos seus clientes uma melhor qualidade de serviço e atendimento.
É com satisfação que verificamos que esta velha instituição, que durante largas dezenas de anos tem estado perto dos cacilhenses, vai continuar a prestar um serviço de proximidade que a comunidade necessita.

A Direcção do “Farol” apresenta os seus melhores cumprimentos e felicitações a esta empresa, sócio fundador da nossa associação, e interessada na preservação do património local.


Fotos de Rita Martins

19 de julho de 2011

Mostra da Escola Cacilhas-Tejo 2011

Dias 2 e 3 de Junho, "O Farol" esteve presente na Mostra da Escola Secundária Cacilhas - Tejo


Agradecemos a colaboração do fotógrafo Marques da Silva

13 de julho de 2011

30 de junho de 2011

Acompanhando a publicação do último boletim "O Pharol", passaram a estar disponíveis para leitura, todos os números deste boletim através do blogue "Boletim O Pharol".

O blogue "Cacilhas d'outrora" também foi remodelado, passando a conter os conteúdos dos blogues "Personalidades cacilhenses" e "Palavras cacilhenses" (entretando anulados).

As ligações para estes blogues encontram-se na coluna do lado direito.

7 de junho de 2011

As observações médicas e meteorológicas em Almada – A Medicina nos séculos XVIII e XIX

Até dia 30 de Setembro de 2011

Pode ver na Casa Pargana – Arquivo Histórico - em Almada , a Exposição “ As observações médicas e meteorológicas em Almada – A Medicina nos séculos XVIII e XIX”.
Uma organização da Divisão de Arquivo Histórico e História Local

4 de junho de 2011

II Feira do Livro Usado - Escola Cacilhas-Tejo

A «Feira do Livro Usado» decorrerá este ano entre 13 e 17 de Junho nas instalações da Biblioteca Escolar.
À semelhança da Feira de 2010, apelamos à participação de todos os interessados (professores, alunos, auxiliares e comunidade educativa e local) em ajudar a BECRE a reforçar o seu fundo documental e, simultaneamente, a conseguir adquirir alguns títulos a preços quase simbólicos: 1, 2 ou 5 €.
Os participantes na «Feira do Livro Usado» determinarão o preço de venda do(s) livro(s) que entregarem e o destino dos que eventualmente não se venderem: devolução, doação ou troca.
Para mais informações, consulte o Regulamento publicado em http://becre-esct.blogspot.com/2011/06/ii-feira-do-livro-usado-2011.html.

Participe e ajude a BECRE!

22 de maio de 2011

Maria de Cacilhas

Há já algum tempo chegou até nós este poema simples e popular evocativo de muitas memórias da nossa terra , que fazem parte do nosso imaginário colectivo.
Respeitando a vontade da associada que construiu este poema , vamos nomeá-la como uma simples Maria de Cacilhas, homenageando nela todas as Mulheres de Cacilhas que contribuíram para sermos gente melhor e mais solidária.
Evoco também com saudade as irmãs Vina e Cila ( Maria Ludovina M. Rodrigues Silva e Maria Lucília M. Rodrigues Ortins) que ás pouco tempo, com três semanas de intervalo nos deixaram ao fim de mais de sete décadas de vida em Cacilhas. queremos recordá-las com a alegria e paixão pela vida, com que sempre viveram, e que se respira neste poema:

Cacilhas do Antigamente

Recordo com saudade
Cacilhas do antigamente
Era pouco povoada
Mas tinha boa gente

Quando chegava o domingo
Havia sempre brincadeira
Íamos para a praia
Para a praia da Margueira
...


Baile da Micaréme



Baile da Pinhata